terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Se a vida te der um limão, faça uma limonada.




Eu ouvi essa frase a vida inteira, mas nunca entendi o real significado dela.

A vida me dar limão, como se a “vida” saísse por aí dando alguma coisa. Quem me dá coisas são as pessoas! Meus amigos, irmãos, pais, parentes… Esses sim são capazes de me dar alguma coisa. A vida dar coisas, parecia muito distante e subjetivo, fora do meu alcance, mas sim, se um dia ela me desse limão, eu faria uma limonada, ou uma capirinha, dependendo do dia.

Hoje, acredito que esse “a vida” são todos aqueles acontecimentos que vão se acumulando enquanto vamos vivendo:

- Aquela professora infeliz que deu um zero na prova de matemática.

- Aquele amigo idiota que passou a perna no jogo.

- Aquela amiga da onça que roubou seu namorado.

- A mãe que não amou direito.

- O pai que não apoiou.

- Aquela pessoa que magoou…

A lista é infinita de coisas que a vida te deu ou não, que vão marcando sua alma, criando uma carapaça de ressentimentos e desassossegos.

E os presentes da vida vão se acumulando, alguns ótimos é verdade, mas alguns tão ruins que, quando guardados, mofam e fedem, e o mal cheiro ecoa por todo canto, fazendo as pessoas até se afastarem.

Se você ganhar um limão, livre-se logo dele, para não acabar com uma geladeira cheia de limões podres.

Quantas vezes não ouvimos alguém justificar sua vida pelas ações que outras pessoas fizeram com elas.

É assim porque não teve oportunidade

Porque a mãe batia

Porque o pai era alcoólatra

Porque a família só ligava para o irmão mais novo.

Porque nasceu na favela

Porque nasceu em berço de ouro…

A lista é infinita de desculpas para justificar por que a pessoa sente mágoa, ou não consegue perdoar, ou não esquece algum desagravo.

- Viu só o que Fulano fez comigo?

Essa pergunta eu ouço sempre. Mas acredito que seja a pergunta errada. O certo seria:

- Viu só o que eu fiz da minha vida, mesmo recebendo tão pouco?

Independente da forma como a pessoa foi criada, das oportunidades que teve, dos limões que recebeu, ela tem escolha:

Pode escolher deixar os limões mofando na cesta de frutas e usá-los para mostrar a todo mundo por que sua vida foi sem propósito, justamente porque é impossível ser feliz apenas com limões velhos que te deram.

Pode escolher fazer deliciosas tortinhas de limão e sair vendendo por aí, prosperar e criar várias franquias.

Quando alguém te magoar, você pode escolher guardar essa mágoa para sempre, usando como desculpa para não fazer mais nada na sua vida.

Ou pode descartar essa mágoa, porque você não precisa guardar tudo que te dão.

A escolha é sempre sua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário