sexta-feira, 22 de março de 2013

Dar e Receber


É dando que se recebe. Assim funciona o lema básico da Lei da Atração, uma das
leis pelas quais se regula este Universo, ou sonho que vivemos.

Para sairmos de qualquer problema, temos primeiramente que tomar consciência do mesmo, encará-lo, e então liberá-lo. A carência, por exemplo, de qualquer maneira que possa aparecer no trajeto de vida de uma pessoa, é uma forma de aviso de que algo não está sendo praticado ou levado em consideração, segundo as leis que regem este plano em que nos encontramos (da terceira dimensão). E, neste caso, não estamos dando ou doando o suficiente.
Geralmente não podemos ver os outros planos, mais elevados, mas cada ação, ou mesmo pensamento nosso tem uma repercussão muito abrangente.

Então, temos que começar a dar a nós mesmos. Como?

Praticando uma meditação diária, de 20min. a uma hora, aproximadamente
(se preferir e puder ficar mais tempo, melhor ainda!),
exercícios de alongamento, 20min. a uma hora, com relaxamento no final,
e ingerir uma alimentação integral e natural.

Estas são três práticas básicas que cada um deve seguir, para ter um corpo que responda bem e saudável e uma mente pronta para pensamentos bons e criativos. 
Só assim podemos prestar um bom serviço, sentindo-nos fantásticos em corpo, mente e espírito.
Quando estivermos recarregados com uma energia positiva e sentindo-nos bem e saudáveis, podemos doar aos semelhantes os nossos produtos, talentos e habilidades.


Albert Einstein já sabia disso, quando disse:

“Aqueles que têm o privilégio de saber, têm o dever de agir” .

Os homens mais ricos do mundo, que se encontram realizados e saudáveis física, mental e espiritualmente,
são aqueles que oferecem mais oportunidades às pessoas e lhes proporcionam uma vida melhor e mais agradável.
Se você quer casa, ajude alguém a conseguir uma moradia.
Se quer beleza, olhe para o belo nas pessoas, nas coisas do seu cotidiano.
Se quer paz e felicidade, transmita isso ao mundo, a todos aqueles que o cercam, inclusive às coisas,
aos ambientes, à natureza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário